Um Mini Manual de Como Ser Imparável

Um Mini Manual de Como Ser Imparável5 min de leitura

Esse artigo (quase) inteiro veio num instante! Eu acordei com a trilha de abertura do vlog do Gary Vee na cabeça.

“Unstoppable, unstoppable, unstoppable” até que literalmente coloquei a música para tocar em loop infinito no Soundcloud e comecei a escrever.

Um pouco louco? Sim! Mas, as pessoas mais interessantes não são?

Que história é essa de imparável? Ok, o termo é um tanto estanho em português (sem querer parecer esnobe), mas é algo muito forte se você pensar bem!

Ser imparável é não deixar ninguém te parar, nem mesmo você! Somos o nosso pior inimigo. Alguns mais, alguns menos, temos uma habilidade incrível de nos sabotarmos.

É uma relutância que vira um monstro em poucos minutos. Já falei algumas vezes que sair da zona de conforto é uma m$#d5, difícil pra burro e internamente fazemos o (im)possível para ficarmos na mesma.

Não sou psicólogo, mas essas são coisas que observei nos meus “longos” 27 anos! Estou certo? Claro que sim! :)

Brincadeira, tire o que você enxergar valor e deixe o resto pra lá…

Sem mais delongas, vamos aos pontos principais desse guia, mini manual ou como você quiser chamar.

Pensamento de longo prazo

Eu gosto demais de uma frase de um cara que talvez você conheça! Ele fundou uma pequena empresa no final dos anos 70 para desenvolver linguagens de programação para os primeiros computadores de uso pessoal, a Microsoft. Conhece?

“A maioria das pessoas exagera no que acredita ser capaz de fazer em um ano e subestima o que pode fazer em dez.” Bill Gates

Você tem alguma dúvida de que o Sr. Gates aplicou isso na sua vida? O pensamento de longo prazo é essencial para fazer qualquer coisa grande. Sem ele, é muito fácil cair no desespero com algum cenário (momentaneamente) ruim ou até mesmo perder o foco com “oportunidades imperdíveis”.

As suas decisões mudam quando você olha lá na frente. Tirando uma fatalidade, ninguém pode ferrar com os teus planos no longo prazo. Você tem uma flexibilidade absurda para trabalhar. O jogo é outro!

Nem todo mundo vai te entender, mas dane-se. A vida é muito curta para viver pelos caprichos e aprovações dos outros. Pense no longo prazo!

Clareza

O ponto-chave do pensamento de longo prazo é a clareza. Você pode não saber muito bem os meios, mas o fim tem que estar bem claro, na minha opinião.

A clareza é o que te faz fugir de atalhos e os atalhos levam a buracos. Quer exemplos? Corrupção, fraude, entre outras práticas semelhantes são atalhos. Atualmente, tem muitos vendo o sol nascer quadrado em Curitiba, um baita buraco (na serra), não?

Outra coisa em que clareza ajuda é nos relacionamentos. Você pode não pegar o atalho, mas estar amarrado e cair junto no buraco! Cuidado onde você vai amarrar o seu jegue!

Não se meça pela régua dos outros

O ego é nosso inimigo, não tenho dúvida. Quando nos deixamos cair na bad (tristeza) ou na vaidade por isso, paramos.

Seja você um fracasso ou um sucesso, seja lá o que isso signifique, tem alguém que te critica! Você pode ter saído lá de onde Judas perdeu as botas e conseguido dar a volta por cima, ainda assim vão dizer que foi fácil.

Não tem como fugir das críticas e julgamentos dos outros. Se tiver, me conta!

Ter clareza e pensamento de longo prazo, ajuda a não se deixar levar pelo que os outros estão falando. A única régua que importa é a sua. Claro, não seja nóia, tenha bom senso, pé no chão. Você não é perfeito!

Isso aqui não tem nada de autoafirmação. Já vi gente falando frases em frete ao espelho e é ridículo! Você é um bosta? Ok, agora o que você vai fazer com isso? Go ahead!

Queime as pontes

Queime as pontes

Diz a lenda que antes de uma batalha, Julio César, general de Roma, mandou queimar os barcos e as pontes do caminho. A situação era muito simples: seguir em frente e vencer, ou morrer.

Leia os próximos três parágrafos com cautela!

Queimar pontes é assumir riscos, botar na reta, algo que demanda muita coragem, mas um baita recurso para se tornar imparável.

Tem uma máxima que vendedor com dívida vende mais, não sei quanto isso é verdade, mas é esse o princípio. Quem tem um grande compromisso, faz por onde, vai além, se coça. Não tenho dúvida.

Seja um investimento financeiro ou um compromisso público, existem inúmeras maneiras de queimar pontes. Você sabe muito melhor como fazer isso na sua vida do que eu.

Descansar vs Desistir

Pausa para o Momento Clichê: se você está cansado, descanse. Não desista!

Ser imparável não é ser inabalável. Você não veio de Krypton e voa por Metrópoles stalkeado a Lois Lane! Você não é o Super Man!

Descansar não é parar! Você não está em uma corrida de 100 metros, a vida é uma longa maratona. Recarregue as energias, afie o seu machado, tenha um tempo off.

Essa é coisa mais difícil para mim. “Tratorzinhos” me entendem. Não gosto de descansar. Estou me policiando nisso!

Legado

Mais do que longo prazo, pense no seu legado. Tem gente que mesmo depois de morrer, é imparável, para o bem ou para o mal.

Acredite ou não no aspecto espiritual de Jesus, você não consegue negar sua influência! Esse é o exemplo máximo para mim, mas também existem alguns outros: Dale Carnegie, Steve Jobs, Einstein, Thomas Edison e por aí vai!

O que você quer deixar para o seu filho?

Fechando o raciocínio

Entreguei o jogo, coloquei o meu modo de pensar aqui escancarado e não estou preocupado com isso. Eu sei que tudo isso é muito difícil, as pessoas não mudam da noite para o dia e ficarei MUITO feliz se 1% dos meus leitores se tornarem imparáveis.

Compartilhe com os seus amigos, não para me deixar rico e famoso (not bad), mas para ajudá-los em suas vidas. A existência não precisa ser miserável e os seus projetos não precisam ser interrompidos por besteiras.

Não sou e nem quero ser o seu guru.

Robson Cristian

Profissional de marketing com os dois pés em tecnologia. Formado em Sistemas pela UDESC, é programador e marketeiro desde 2003. Atualmente, está finalizando o MBA em Finanças do INPG, trabalha em uma empresa de software e mantém um blog para simplificar o mundo dos negócios.