Você perde 100% das vezes que não tenta

Você perde 100% das vezes que não tenta2 min de leitura

Essa frase (pelo que eu sei) é do Pelé do hockey, o jogar canadense Wayne Gretzky. Gosto dela porque é óbvia, tão óbvia que muitos nem percebem o quanto isso é profundo. De uma lado está um incentivo para vencer o medo e do outro uma grande armadilha. Afinal, não temos um estoque infinito de tempo.

É claro como cristal que você perde se não tentar, mas isso também não é motivo para sair tentando qualquer coisa. Vou na linha do Gary Vaynerchuk, se alguém me falar que desistirá de algo (possível) após se esforçar por “longos” 6 meses, eu o incentivo… a fazer isso mesmo! Robson, por que isso? Se a pessoa não aguenta a pressão do começo, não aguentará os pepinos do futuro. Simples assim.

Eu mesmo já fui de começar várias coisas e não terminar. É muito empolgante iniciar um novo projeto, o mundo das ideias é incrível, mas no final você percebe que só a execução importa. Esse é o diferencial dos empreendedores chineses, segundo o fundador da gigante Tencent, Ma Huateng. Eles copiam? Copiam! Mas, executam até melhor que o original, como fizeram no caso do Uber que eles até inviabilizaram o negócio por lá.

Fazer algo diferente, acima da média, cansa mesmo. Sair da zona de conforto é terrível, como já falei em outro artigo. Estava lendo alguns trechos do livro do Bernardinho no último final de semana e vi que ele fazia a seleção de vôlei passar maus bocados para sair da zona de conforto. Ganharam a copa do mundo e, no ano seguinte, ele fez todos começarem a treinar uma hora mais cedo. Ganharam novamente e ele repetiu isso. Ele era odiado pelos jogadores? Muitas vezes sim, porém na vitória eles reconheciam!

Sem pagar o preço, é bem difícil conseguir alguma coisa grandiosa na vida. Você não tem todo o tempo do mundo e ficar tentando tudo ao mesmo tempo não vai levar a lugar algum. Como um laser, terá pouca força ao se dividir. Independente do que for, o focado ganhará do desfocado. É como a fábula da tartaruga e a lebre.

Notei que desde o início da minha jornada de criação de conteúdos para ajudar as pessoas a simplificarem os negócios, tenho escrito mais sobre comportamento do que gestão, marketing, vendas, etc. Cada vez mais, pra mim, o grande motivo de complicação do mundo dos negócios é o ser humano com pouca inteligência emocional.

Como o oposto do que você imaginaria pelo título, esse artigo é um incentivo para você desistir. Frases motivacionais não entregam projetos. Você perde tudo que não tenta, mas também aquilo que tenta nas coxas. Desista, isso é o melhor que você faz!

Robson Cristian

Profissional de marketing com os dois pés em tecnologia. Formado em Sistemas pela UDESC, é programador e marketeiro desde 2003. Atualmente, está finalizando o MBA em Finanças do INPG, trabalha em uma empresa de software e mantém um blog para simplificar o mundo dos negócios.