Carnaval: o bom, o mau e o feio

Artigos

Carnaval: o bom, o mau e o feio

Robson Cristian
Escrito por Robson Cristian em 23 de fevereiro de 2017
Junte-se a mais de 7 mil pessoas

Entre para a minha lista e receba conteúdos exclusivos, com prioridade

Eu confesso que nunca fui o mais doido por Carnaval. Talvez, quem sabe, não sei, porque vivo em uma cidade onde a movimentação em relação a esse evento seja relativamente pequena. Joinville é muito “work, work, work” e pouca diversão.

Sempre quando penso no Carnaval, fico com um misto de sentimentos. Eu vejo que tem um lado bom, um mau e um feio, como o título de um antigo faroeste do Mr. Clint Eastwood.

O bom

Não dá para negar que o Carnaval mexe com a economia e gera empregos. Foram só os investimentos serem cortados em várias cidades, para surgir diversas notícias de costureiras, marceneiros, entre outros profissionais, desesperados.

Cada detalhe desse grandioso evento, tem milhares de profissionais envolvidos em uma longa cadeira de suprimentos. Não é só a costureira, tem o pessoal que faz o tecido, prepara o fio, colhe o algodão, transporta, armazena e por aí vai.

Além do aspecto profissional, tem toda a diversão do Carnaval. Os bloquinhos, os bailes, as músicas. Mas, tudo isso você já sabe…

Esse é o lado bom do Carnaval. :)

O mau

O lado mau dessa história é como o Carnaval é usado por gente ruim. Dá uma googlada se quiser por “carnaval + lavagem de dinheiro” e você verá a quantidade de trambiques bem articulados que já foram feitos.

Políticos, traficantes e o pessoal jogo do bicho, são figurinhas carimbadas em esquemas de notas duplicadas, notas para empresas fantasmas, entre outros jeitos de se fazer corrupção nesse evento.

O mau-caráter de muitos é “o mau” do Carnaval.

O feio

O lado feio do Carnaval é quando as pessoas passam do limite. Fiquei assustado com a violência que vi no último final de semana aqui em Santa Catarina.

Você pode beber, pular, festar, mas nunca pode se esquecer que “a nossa liberdade termina onde começa a do outro”. Você perde a noção desse limite quanto tem muito álcool no sangue? Beba menos! Simples!

Antes e depois do carnaval, você tem uma carreira, uma vida. O outro também. Aproveite esse espetáculo criado pelos milhares de profissionais!

 

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre para a minha lista e receba conteúdos exclusivos, com prioridade

Junte-se a mais de 7 mil pessoas