A morte das contas digitais: o que fazer agora?

Fim das Contas Digitais

Por Fernanda Manzo.

“Estamos aqui reunidos para honrar a memória da conta digital.. Tão jovem.. Tão querida… Teve uma vida tão breve.. Deixará saudades e nenhum herdeiro”

Saiu na última semana a notícia de que os grandes bancos (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, etc) não oferecerão mais a opção de contas digitais para seus clientes.

Isso quer dizer que, caso você não tenha feito a migração da sua conta regular para uma digital, não vai mais também.

Simples assim.

Não tem mais almoço grátis, digo, conta digital sem taxas e anuidade.

Há exceções, é claro, como em toda regra.

Você ainda consegue uma conta digital nos seguintes bancos:

Banco Neon, Banco Sofisa e Banco Intermedium, sendo esse o único que disponibiliza uma conta totalmente livre de taxas.

O Banco Central estabeleceu que os bancos poderiam oferecer esse tipo de serviço em 2010.

O que confunde muita gente é que isso não se tornou uma obrigatoriedade.

Os bancos podem optar por oferecer ou não, sem consequências.

Então não adianta protestar loucamente na internet, ok?

POR QUE É TÃO TRISTE A CONTA DIGITAL TER MORRIDO?

Por que era uma chuva de vantagens, oras!

As contas digitais permitem a movimentação da conta apenas pela internet e caixas eletrônicos – só prestar atenção ao nome: conta DIGITAL- porééém, não há taxas! Isso mesmo!

Nada de taxas de transferências, taxas de serviço, TED, DOC, consultas, anuidade, emissão de cartão! Nada de nada!

Para quem faz transferência de money para aplicações em investidoras é ainda mais vantajoso!

Imagina que é possível economizar anualmente mais de R$600 só de TEDs + pacote de serviços!

De desvantagem, só o fato de que para falar com o gerente ou tirar alguma dúvida com uma pessoa, tu era cobrado à parte.

Convenhamos que a maioria das pessoas prefere perguntar algo ao Google ao invés de a alguma pessoa.

Convenhamos também que ninguém curte falar com gerente de banco, né?

Viu só! Não tem desvantagem! Pura alegria!

Caso tenha se empolgado com as maravilhas da conta digital, ainda dá tempo de correr para o Itaú e fazer a sua!

Até o dia 28 DE ABRIL é possível abrir uma conta digital lá, só é preciso: CPF, RG, COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA E RENDIMENTO.

Eu sei que publicaram que era até o dia 30 de abril mas, querido, já viu o calendário? 29 é sábado e 30 domingo.

SE ESPERTA, MOLEQUE!

BATE-BOLA, JOGO RÁPIDO!

POR QUE ESSES BANCOS FIZERAM ISSO?

Boa pergunta!

Se alguém que trabalha nesses bancos quiser responder, à vontade!

Eles adotaram ao pé da letra o meme “Não sou obrigada, queridinha” e não informaram nada além de que seria o fim das queridas continhas.

(Minha opinião: para lucrar mais, óbvio.)

(Para você que pensou “Nooossa, nuuuunca ia imaginar isso se você não dissesseeee!” com maldade explícita: vá carpir um lote. A sociedade agradece.)

MAS E A MINHA CONTA? VÃO SUMIR COM ELA?

Não! Pode ficar tranquilo, ela vai continuar linda, viva e cheirosa!

E AGORA?

Agora Inês é morta, uai!

Cabô a alegria.

Reza a lenda que, no caso do Itaú, surgirá um novo tipo de conta digital, acessível somente pelo aplicativo.

REZA A LENDA, ok?

Aguardemos os próximos capítulos.

Outra opção, como já disse, é o Banco Intermedium porém, eu não tenho noção do funcionamento exato dele.

Caso alguém conheça, comenta aí!

FIM!

P.S: Atente-se na hora de entrar em contato com esse bancos para saber o que está em jogo para a abertura da conta.

Cuidado com papo mole do banco, eles sempre tentam te induzir a comprar pacotes desnecessário e a assinar seguro cartão.

Se teu cartão sumir, liga, avisa o que aconteceu e cancela. Não tem necessidade desse seguro.

Não caia nessa!

Prudência é tudo na vida! \o/

Contatos da autora do artigo:

https://medium.com/@nandamanzo

https://twitter.com/nandamanzo

https://instagram.com/nandamanzo

https://github.com/nandamanzo

Fernanda Manzo

Sócia do site Dance Cast. Leitora eclética e voraz. Apaixonada por Machado de Assis, Milan Kundera e Don Rosa. Pessoa que me deu um milhão de empurrões até eu criar esse blog. Gênia incompreendida, as vezes até por mim. (Robson aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *