Artigos

"Não entrevisto negros"

Robson Cristian
Escrito por Robson Cristian em 27 de março de 2017
Junte-se a mais de 7 mil pessoas

Entre para a minha lista e receba conteúdos exclusivos, com prioridade

No último final de semana, eu fiquei perplexo com um caso relatado no Linkedin pelo Sr. Theo van der Loo, presidente da Bayer S.A. Tão triste quanto perplexo, na verdade.

Qualquer pessoa com um mínimo de empatia também ficaria assim ao ver isso:

Fiquei pensando em que ser humano faria uma coisa dessa. Estamos no século XXI, somos sobrecarregados diariamente por notícias sobre os nossos progressos tecnológicos, mas ao mesmo tempo não somos capazes de vencer um preconceito. Absurdo!

Lembrei na hora de uma frase do Albert Einstein:

“Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito.”

É ridículo! Podemos ir para Marte, vencer o câncer, …, mas superar uma pobreza de espírito dessa é aparentemente mais difícil. Isso é muito revoltante! Espero que essa tipo de gente esteja em extinção.

O que o amigo do Sr. Theo passou não tem justificativa. Simplesmente não tem. Essa intolerância não faz o menor sentido. Isso me irrita tanto que fica até difícil de escrever….!!!!!

O mínimo que se espera

Além do preconceito sofrido, a atitude da vítima também me chocou! Ficar com medo de queimar a imagem por denunciar tal crime é de cortar o coração.

Não o conheço, mas fico pensando que teve uma criação toda baseada no medo. Uma pessoa que cresceu achando que é menos. Que lutar pela igualdade pode queimar sua imagem. Isso é triste.

Ele não queria nenhum benefício, nenhuma condição especial, apenas ser tratado como uma pessoa. Um candidato comum em uma entrevista de emprego. Ter atenção para mostrar que é alguém bom para uma vaga.

Isso é pedir demais?

Não é um problema isolado…

Em um dos comentários, vi alguns outros exemplos de preconceitos e fiquei mais perplexo ainda. A lista é grande e me deixou pensando em quantas milhões de pessoas se encaixam nesses grupos e já sofreram algum tipo de preconceito:

  • Profissionais com mais de 35 anos
  • Gays, lésbicas…
  • Mulheres com filhos novos
  • Mulheres recém casadas sem filhos
  • Nordestinos
  • PCDs
  • Obesos

Não apenas esses grupos, já vi gente sofrer preconceito por ser muito bem vestida ou ter um currículo fora de série. Sim! Engana-se quem pensa que o preconceito é coisa só das “minorias”. Ele vai além, muito além.

Fechando o raciocínio…

Eu sei que não é fácil, mas vejo a denúncia como saída. Isso demanda coragem, mas é o único jeito de extinguir esses babacas (para não dizer coisas piores). Se você sofreu algo assim, é bem provável que aconteceu porque alguém não fez uma denúncia antes.

A nossa sociedade é bem bosta e recebemos muitas ideias preconceituosas das pessoas ao nosso redor. Esse é o fato, porém nada justifica a intolerância. Nada! Faz parte do nosso amadurecimento vencer as porcarias que colocaram em nossas cabeças e tratarmos as pessoas como pessoas, independente da cor, gênero…

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Replies to ““Não entrevisto negros””

Claiton

Infelizmente acontece MUITO isso o Brasil.

Robson Cristian

Sim, infelizmente. A situação é triste e revoltante!

Entre para a minha lista e receba conteúdos exclusivos, com prioridade

Junte-se a mais de 7 mil pessoas