Cartão de Visita: Ainda Vale a Pena Ter Um Nesse Mundo Digital?

Artigos

Cartão de Visita: Ainda Vale a Pena Ter Um Nesse Mundo Digital?

Robson Cristian
Escrito por Robson Cristian em 21 de outubro de 2016
Junte-se a mais de 7 mil pessoas

Entre para a minha lista e receba conteúdos exclusivos, com prioridade

Indaguei algumas pessoas da seguinte maneira: O mundo está cada vez mais digital. Será que ainda vale a pena ter um cartão de visita?

As respostas foram basicamente de três tipos:

“Não! É só pegar o celular e adicionar o contato na agenda ou no Linkedin”.

“Vale sim, isso me ajuda bastante em eventos grandes, com muitas pessoas”.

“Olha, não sei, se descobrir me conta!”.

A minha opinião

Pra mim, tem um fator que não pode ser esquecido: o Sr. Murphy!

Edward Aloysius Murphy
Edward Aloysius Murphy

Obs: Se você não sabe do que eu estou falando, em 1949, o engenheiro espacial Edward Aloysius Murphy formulou a sua lei “se algo pode dar errado, dará” ao descobrir que todos os eletrodos de um equipamento para medir os efeitos da aceleração e desaceleração em pilotos estavam mal conectados. Ela acabou viralizando com o passar do tempo…

Voltando ao assunto, não dá para confiar que sempre haverá conexão com a Internet ou que o celular terá bateria suficiente para registrar todos os contatos quando for preciso.

Nesse caso, ou você leva mais de um celular, ou apela para algo “não digital”, como cartões de visita (em quantidade suficiente), bloquinhos de anotações, …., pra não dar margem para a lei de Murphy agir.

Como dizem, “o seguro morreu de velho”.

Um outro problema

Depois do questionamento acima, eu entrei em outro, dessa vez sozinho….

Mesmo sendo doido por Mont Blanc e Montegrappa, eu não gosto muito de ficar carregando uma caneta pra cima e pra baixo… Logo, isso mata a ideia de usar um bloquinho, no meu caso (calma, isso também vai te ajudar).

Aí eu pensei:

  • Ok, então vou fazer um cartão de visita!

E continuei pensando…

  • E se…
  • E se eu entregar o cartão e a pessoa perder?
  • Ou colocar numa pilha e esquecer?
  • Ou jogar no lixo?
  • Ok, tenho que dar um jeito nisso!

Como resolver esse problema?

Tenho que fazer um cartão de visita que não seja perdível, esquecível ou jogável no lixo. Não sei se tudo isso é possível, pois tem gente que perde coisas muito mais valiosas.

A cerca de um mês, tinha uma modinha no Linkedin – os currículos criativos. Lembrei disso e fui atrás dos “cartões de visita criativos”!

Afinal, se um cartão de visita for bastante criativo, é mais difícil de alguém jogar fora e, além disso, pode até mostrar para outras pessoas. Não concorda?

Os cartões de visita criativos

Rapidamente googlei e achei uma porção de cartões de visita criativos. Claro, nem todo modelo é para todo mundo. Eles servem para abrir cabeça para as diversas possibilidades. É fundamental ter bom senso!

Veja:

Conclusão

Se você vai ter ou não um cartão de visita, isso é decisão sua. Mas, se tiver, faça algo diferente e evite que ele seja ignorado. Há muito espaço para a criatividade naqueles 9×5 cm, inclusive não ter esse tamanho!

Ouse ser diferente!

***

Achou esse conteúdo útil para você? Curta e compartilhe com os seus amigos.
Isso vai ajudar eles também!

Leia também:

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

One Reply to “Cartão de Visita: Ainda Vale a Pena Ter Um Nesse Mundo Digital?”

Fernanda

Show!

Entre para a minha lista e receba conteúdos exclusivos, com prioridade

Junte-se a mais de 7 mil pessoas